Logo ACCA branco.png

O Sr. André Calheiros é Atuário e Técnico em Estatística, membro do Instituto Brasileiro de Atuária sob o n° 1.658, com mais de 30 anos de experiência nas áreas de Estatística e Atuária.

 

A Partir de abril de 2015 é Sócio Diretor da ACCA, tendo prestado, junto com a GlobalPrev diversos Serviços Atuariais, em especial para o POSTALIS e para a SANASA. 

 

De janeiro de 2002 até março de 2015 foi Consultor Atuarial da CESAT, executando os seguintes principais trabalhos:

  • responsável pelos trabalhos da área atuarial da empresa GLOBALPREV no período de agosto de 2003 a julho de 2007, realizando auditorias atuariais e de benefícios, assessoria atuarial a vários planos de contribuição definida da PETROS, avaliação atuarial inicial do novo Plano da Petrobras, exame da criação do Plano do SEBRAE etc;
  • assessoria atuarial continuada ao Instituto PORTUS de Seguridade Social de 2007 a 2013 e a Fundação dos Empregados da Casa da Moeda do Brasil – CIFRÃO de 2007 a 2012;
  • desenvolvimento e implantação de novo Plano de previdência dos empregados da Casa da Moeda do Brasil
  • desenvolvimento de novo Plano de previdência dos empregados da Petrobras;
  • segunda opinião atuarial na reestruturação do PAC do Banco Itaú;
  • em parceria com a UHY Moreiras Auditores, foi o atuário responsável pela análise atuarial da aplicação da CVM nº 600 na CEDAE;
  • assistente de perito judicial do autor: processo nº 96.001.062628-7 proposto por participantes da TELOS contra a entidade para a concessão de benefício supletivo - custo estimado da causa R$ 1,5 milhões;
  • assistente de perito judicial do réu: processo nº 2001.001.096664-0 da 18º Vara do Rio de Janeiro proposto pela Federação Única dos Petroleiros - FUP e outros contra a PETROBRAS e a PETROS para a cobertura de possíveis déficits na Fundação - custo estimado da Causa R$ 8 bilhões.

 

No Período de setembro de 1999 a abril de 2002 foi Consultor da Deloitte Touche Tohmatsu, exercendo a gerencia da Área Atuarial da empresa, sendo responsável pela assessoria estatístico-atuarial à GEAP, auditoria de benefícios da PREVIDA (Banco de Tóquio), avaliações atuariais do Passivo de Fundos de Pensão em processos de privatização (BEA, BEM, BEC, EMBASA), auditorias atuariais (NUCLEOS, FCRT, SISTEL, PORTUS) e desenvolvimento de Sistema de avaliação atuarial para auditoria da PREVI (Banco do Brasil). Participou do Projeto da Secretaria de Previdência Complementar de definição de novo Demonstrativo de Resultados de Avaliação Atuarial - DRAA.

 

No período de novembro de 1996 a setembro de 1999 foi contratado por concurso para atuar na área de estatística do Ministério da Aeronáutica.

 

No período de 1995 a 1999 foi Diretor Técnico da GERPLAN, tendo criado e prestado assessoria à FAECES, desenvolvido estudos para a criação de Fundo de Pensão a ser patrocinado pela PRODEST, realizado segundo opinião Atuarial para a Fundação São Francisco e para POUPREV e prestado consultoria à Caixa de Assistência à Saúde da Polícia Militar do RJ.

 

No período de 1993 a 1998 foi Consultor da ASTA, executando serviços especiais tais como: auditoria atuarial da TELOS (EMBRATEL), REFER (RFFSA), NUCLEOS (INB/NUCLEP/ ELETRONUCLEAR), SERPROS (SERPRO), CIFRÃO (Casa da Moeda).

Nos anos de 1995/1996 foi Coordenador da Comissão Centro-Norte de Estatística e Atuária da Associação das Entidades Fechadas de Previdência Privada – ABRAPP.

 

No período de maio de 1995 a outubro de 1996, foi Gerente de Estatística e Atuaria da CERES, Entidade de Previdência Complementar patrocinada pela EMBRAPA.

 

No período de outubro de 1990 a julho de 1994 foi Assessor da Diretoria Executiva da BANESES, Entidade de Previdência Complementar patrocinada pelo Banco do Estado do Espírito Santo.

 

No período de dezembro de 1983 a setembro de 1990 foi Consultor da STEA, sendo Chefe da Divisão de Projetos Especiais, assessorando várias Entidades de Previdência Complementar, tais como: AERUS (VARIG), BASES (Bando do Estado da Bahia), FAPES (BNDES), GEIPREV (GEIPOT), REFER (RFFSA), SISTEL (TELEBRAS).

 

Desenvolveu e apresentou trabalho sobre rentabilidade de fundos de pensão sob a ótica atuarial em seminário promovido pela ABRAPP, confeccionou estudo para a Agência Nacional de Saúde - ANS / OPAS sobre “Aspectos Atuariais de Planos de Assistência à Saúde”, ministrou cursos sobre matemática financeira, estatística e atuária, e desenvolveu sistema computacional de avaliação atuarial, o qual foi utilizado pela ASTA, GERPLAN, DELOITTE, GLOBALPREV E CESAT.